Saúde emocional pós-pandemia

Postado em 29 de setembro de 2020

Estamos vivendo uma época sem precedentes. A pandemia causada pelo Coronavírus já modificou o modo de vida das pessoas e seus impactos deverão ser sentidos por muito tempo ainda. Não sabemos ainda quando o estado pandêmico vai acabar, mas, como terapeutas especialistas, temos uma ideia de como a sociedade vai se comportar diante dos efeitos pós-pandemia.
A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) estimou já no início da pandemia que de 30% a 50% da população pode vir a sofrer algum transtorno emocional devido ao isolamento, caso não seja feita nenhuma intervenção de cuidado específico para as reações e sintomas manifestados. Os fatores que podem influenciar o impacto psicossocial também estão relacionados com o grau de vulnerabilidade em que a pessoa se encontra no momento.
Nossa experiência nos últimos meses em consultório mostra como a saúde emocional tem sido impactada com a pandemia. Pacientes relatando sintomas de ansiedade, síndrome do pânico, fobia social, depressão, luto mal trabalhado, entre outros problemas que se manifestam conforme as seguintes emoções: taquicardia, dor de cabeça, insônia, sudorese, hesitação, problemas alérgicos, preocupação, irritabilidade, choro fácil, fraqueza, baixa autoestima, dores de estômago, medo constante, entre muitos outros.
Neste estado pandêmico que estamos vivendo é possível identificar dois principais motivos pelos quais muitos sintomas de transtornos emocionais estão sendo apresentados. O primeiro está diretamente ligado ao advento da quarentena, como uma situação nova e sem controle. As sensações experimentadas podem ser de leves a moderadas e podem oscilar com o passar das semanas. Podem ser mais facilmente identificadas e controladas.
Outro motivo tem sido a manifestação de dores emocionais “antigas”, que podem ser ativadas em uma situação de tensão como a pandemia. É como se aquelas emoções não trabalhadas durante a infância, ao longo da vida, viessem à tona em forma de sintomas de transtorno.
Ambas as manifestações são esperadas em um estado de pandemia, e a boa notícia é que as duas podem ser eliminadas com a Hipnose Transpessoal.
Como a Hipnose Transpessoal pode ajudar?
Ela atua diretamente na causa das dores emocionais. Através de um método terapêutico sistêmico é possível identificar a origem da emoção e eliminar a dor da memória. A memória permanece, porém ressignificada, livre de dores e, por consequência, sem poder de manifestar sintomas.
O método da Hipnose Transpessoal tem ajudado centenas de pessoas a passarem por esta fase conturbada que estamos vivendo. Mais do que auxiliar pessoas a enfrentarem a inconstância do momento, estamos transformando vidas, que certamente escreverão uma nova história daqui em diante, sentindo-se mais plenas e felizes, mesmo diante dos desafios da humanidade.

Por: Alex Cruanes
Hipnoterapeuta
Diretor da Hipnose Clinic
Contato: 4653-0063 / 96020-2806
www.institutohipnoseclinic.com.br
Foto: Freepik

Compartilhar

Outros Posts