Queda de cabelo pós-Covid

Postado em 9 de junho de 2021

Os cabelos possuem grande importância na aparência e autoestima das pessoas e, por isso, a queda capilar afeta muito além da aparência, atingindo a qualidade de vida das pessoas. O cabelo é marcador de saúde, sua queda sinaliza um alerta que seu corpo requer atenção.
O normal da queda capilar sem alteração é em torno de 60 a 100 fios diariamente.
O eflúvio telógeno é caracterizado pelo aumento diário da perda de cabelos e é mais aparente na região bitemporal (frente da testa).
Esta condição afeta cerca de um terço dos pacientes com diagnóstico positivo do coronavírus, podendo apresentar sintomas no início do diagnóstico ou persistir até mesmo após a recuperação da Covid 19.
Existem várias razões para essa queda acontecer, como, por exemplo, o estresse físico, picos febris, processo inflamatório sistêmico, formação de micro trombos nos capilares dos folículos pilosos, intoxicação medicamentosa, entre outros.
Para passar por este momento com maior “tranquilidade”, procure lavar os cabelos todos os dias e deixar secar naturalmente de preferência no sol, para manter o couro cabeludo íntegro, evite usar secador de cabelo, fazer escova ou químicas.
O terapeuta capilar e o tricologista são os profissionais que podem ajudar neste momento. Através de avaliação com tricospio digital é possível verificar como está a saúde do couro cabeludo e fios e poderá passar orientações mais assertivas ou até mesmo verificar a necessidade de um tratamento capilar.
Diversos são os recursos terapêuticos que podem auxiliar neste momento, como a aplicação do ozônio que visa otimizar a microcirculação, aumentando o fluxo sanguíneo e levando nutrientes até a área tratada. O tratamento com o ILIB, que visa limpar radicais livres, melhora a imunidade, assim como traz outros benefícios.
Vale ressaltar que aproximadamente após seis meses a queda diminui e o cabelo vai voltando ao seu estado normal.

Andressa Jácomo
Crefito-3 /149542-F
Fisioterapeuta Dermatofuncional
Terapeuta Capilar – Formada pela Academia Brasileira de Tricologia
Contato: (11) 99544-9684
Foto: Freepik

Compartilhar

Tags

Outros Posts