Verdades sobre calorias

Postado em 29 de junho de 2018

Elas têm má reputação, mas seu corpo precisa delas, uma vez que a maioria é utilizada em funções básicas, como respirar, andar, falar etc. Porém, nossa preocupação é com o excedente de calorias que costumamos ingerir e que ficará armazenado em nosso organismo, na forma de depósitos de gordura (se não for utilizado). Muito importante também é a qualidade dessas calorias: as calorias de um abacate são muito melhores que as do açúcar, por exemplo. As chamadas calorias vazias têm valor energético, mas são pobres em nutrientes.
O número de calorias que você precisaria cortar de sua alimentação, para reduzir esse excedente armazenado, depende de vários fatores, incluindo sua idade, seu sexo, o quanto você é ativo (seu estilo de vida).
E o principal: uma dieta muito baixa em calorias desacelera o metabolismo. É correto dizer que você precisa ingerir menos calorias do que queima se quer perder peso. Mas tenha o cuidado de não reduzir demais, ou seu corpo vai entender que o fornecimento de nutrição está baixo, e vai poupar calorias! O melhor caminho é fazer isso com ajuda de um profissional qualificado, para evitar prejuízos à saúde.
Falando de um modo geral e seguro, pesquisas apontam que “cortar 15% das calorias pode nos fazer viver mais, e perder uma média de 9kg ao longo de 2 anos”.
Táticas simples para evitar algumas calorias (sem sofrer muito):
• Durma mais – uma hora a mais por noite pode ajudar uma pessoa a perder cerca de 6 quilos em um ano, de acordo com a Universidade de Michigan, baseado-se em uma ingestão de 2.500 calorias por dia. Dormir menos de 7h por dia faz aumentar a fome.
• Substitua suco de caixinha ou refrigerante por água com limão, hortelã, ou fatias de maçã, e vai evitar cerca de 10 colheres (de chá) de açúcar.
• Limite o álcool – em uma ocasião em que vá ingerir álcool, procure iniciar com uma primeira bebida não alcoólica e de baixa caloria, ao invés de começar direto por ele. O álcool tem mais calorias por grama que carboidratos ou proteínas, e também faz você afrouxar sua determinação de comer pouco.
• Procure perceber quando você, naturalmente, pausa durante uma refeição. São sinais silenciosos de que seu corpo está satisfeito, mas não cheio demais: suspirar, largar o garfo, por exemplo.
• Reduza o tamanho da louça em que você come. Sim! Testes comprovam que com um prato maior você acaba se servindo de porções maiores do que faria com um prato menor.
• No restaurante, peça somente a entrada ou divida um prato principal com seu acompanhante.

Por: Doutor Caruso
CESA – Centro Especializado em Saúde de Arujá – e CESA Estética
Contato: 4652-5035 / 97100-8881
www.cesaesteticaesaude.com.br

Compartilhar

Tags

Outros Posts