Uma estratégia sensorial para o seu negócio

Como o marketing olfativo pode ajudar nas suas vendas

Postado em 18 de março de 2020

Um ambiente atrativo e acolhedor é um dos fatores que ajudam o cliente a se envolver com a marca. O marketing sensorial surgiu na Inglaterra e consiste em estimular os 5 sentidos: tato, olfato, visão, audição e paladar, envolvendo o cliente e criando uma relação que vai além de uma simples aquisição de um produto ou serviço, mas em envolvimento afetivo e emocional com a marca. Essa estratégia de marketing tem como objetivo fazer com que o cliente permaneça o maior tempo possível dentro do estabelecimento. A fim de atingir esse objetivo, é preciso transformar a loja física em um espaço de bem-estar.
Dos 5 sentidos, o olfato é o mais atrativo de todos. Pesquisas revelaram que as pessoas, ao longo da vida, se recordam de apenas 1% do que tocam, 2% do que ouvem, 5% do que veem, 15% do que degustam e 35% do que percebem pelo olfato. A memória é capaz de lembrar mais de 10.000 aromas diferentes e, no entanto, apenas reconhecer 200 cores. Assim, no quesito memória, o olfato é o mais eficiente para o marketing. Além disso, diversos estudos realizados em comércios, com e sem ambientação olfativa, comprovaram um aumento em média de 16% nas vendas.
O marketing olfativo é uma estratégia eficaz na busca por despertar a emoção, o bem estar e o humor, assim como a associação da marca na vida de seus parceiros e clientes, influenciando diretamente na aquisição de produtos e serviços. Segundo estudos da neurociência, ele cria um ambiente favorável que vai muito além da venda do produto ou serviço, entrega experiências emocionais. Isso porque o olfato está diretamente ligado ao sistema límbico, responsável pelo processamento de emoções.
Marcas famosas como ANY ANY, Lelis Blanc, Melissa, MMartan, Nike, Shoulder, Trousseau, entre outras, fazem o uso de um determinado aroma que só é encontrado em suas próprias lojas. Essas marcas acompanham as pesquisas no campo da neurociência e por isso investem pesado no Marketing Olfativo. Porém, o varejo de pequeno e médio porte, assim como hotéis, shoppings, pousadas, spas, redes de academias, clínicas e consultórios em geral, têm se interessado em proporcionar esse toque especial como uma ferramenta indispensável.
A criação de aromas com esse objetivo é chamada de Identidade Olfativa. É desenvolvida a partir do estudo de arquétipos e comportamentos de um público específico que se relaciona diretamente com uma determinada marca. É a utilização de fragrâncias para ativar as memórias e emoções das pessoas, trazendo sensações de relaxamento, concentração, alegria, entre outras. Muito mais do que perfumar um local, o marketing olfativo cria um universo personalizado para cada ambiente.
Os números são animadores. Diversos estudos realizados relatam um aumento de 16% no prolongamento do tempo de permanência do cliente no local e um aumento de 15% na probabilidade de compra em um comércio com ambientação olfativa.

Por: Fabi Loiacone
Jornalista de formação – atuou como repórter na editora Abril;
Formação em Olfactive Branding – ESPM
Formação em Aromaterapia – SENAC
Contato: (11) 94222-8992
e-mail: dessensmktolfativo@gmail.com

Compartilhar

Outros Posts