Segurança em cirurgia plástica

Postado em 25 de outubro de 2018

Os principais objetivos da cirurgia plástica são a melhora da autoestima e da saúde das pessoas. Porém, nos dias atuais, com o aumento do número de médicos sem formação adequada realizando procedimentos cirúrgicos e até de não médicos realizando procedimentos estéticos invasivos, o número de complicações em cirurgias e procedimentos tem aumentado significativamente.
Busca do profissional certo para realizá-la: esta é a principal etapa para uma cirurgia plástica segura e deve ser a primeira a ser checada. O profissional certo é o que possui o Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Esta certificação é uma segurança, pois significa que o paciente será atendido por um profissional que teve acesso à formação rigorosa, está habilitado a realizar todo tipo de cirurgia plástica, trabalha submetido a um código de ética.
Com o advento da internet e a chegada das mídias digitais as informações estão muito mais acessíveis, contudo, muitas pessoas se baseiam em informações erradas para escolher um cirurgião. Não se deve avaliar o profissional pela quantidade de seguidores e “likes” nas redes sociais. A Sociedade mantém uma área para buscas dos membros no site (www.cirurgiaplastica.org.br).
Realizar o procedimento em local adequado: a segunda questão mais importante para a segurança do paciente. Toda cirurgia deve ser feita em um hospital ou uma clínica médica devidamente preparados para o porte do procedimento, com materiais e equipamentos adequados e com equipe bem treinada, além de dar suporte e tratamento no caso de possíveis complicações.
Escolha do momento certo para fazê-la: É o/a paciente que determina, em conjunto com o cirurgião plástico, quando irá se submeter à cirurgia. A recomendação é que haja tempo e tranquilidade para recuperar-se do procedimento.
Os períodos de maior procura são sempre as férias.
Conhecimento dos produtos: em algumas cirurgias plásticas são utilizadas próteses para reestruturar partes moles do corpo. O bom resultado obtido com a colocação do implante está diretamente relacionado à qualidade do produto. Por uma questão de segurança, o correto é utilizar próteses que sejam aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
Sinceridade durante as consultas: o sucesso e a segurança das cirurgias dependem muito da sinceridade do/a paciente durante a consulta, quando o cirurgião plástico questiona sobre as condições de saúde, expectativas e estilo de vida (tabagismo, uso de medicações, doenças etc.). Dependendo do caso, pode ser necessário que se realize mais de uma cirurgia. Nessas situações, quando as cirurgias forem grandes, o mais indicado é que se faça um procedimento de cada vez para evitar a longa permanência em cirurgia e a ampliação de riscos.
Recuperação: a cirurgia plástica requer atenção ao pós-operatório para ser bem sucedida. A recuperação está relacionada a alguns fatores, como o tipo de procedimento e a reação do organismo, que é diferente em cada pessoa.

 

Dra. Fernanda Zanetta
Cirurgiã Plástica com título de especialista pela Sociedade de Cirurgia Plástica
CRM:125272
RQE: 61795
www.drafernandazanetta.com.br

Compartilhar

Outros Posts