Saúde bucal e mental: conheça a relação entre elas e as doenças causadas

Postado em 18 de junho de 2020

Com a pandemia do novo coronavírus presente na maioria das cidades brasileiras, a população permanece em quarentena para evitar a transmissão rápida da Covid-19. Segundo um levantamento feito pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), devido ao isolamento social, os dados sobre depressão aumentaram de 4,2% para 8%, o que representa um crescimento de 90% dos casos. O estudo também mostra que crises de ansiedade e estresse aguda tiveram alta de 71% e 40%, respectivamente. Esses problemas ainda podem ocasionar algumas doenças bucais, como bruxismo e a periodontite.
“Saúde bucal e mental andam juntas. Qualquer alteração em uma, afeta a outra. O isolamento obrigatório é efetivo para conter o coronavírus, mas não para evitar estes problemas. O estresse, a depressão e a ansiedade reduzem a defesa do sistema imunológico no organismo e causam mudanças comportamentais, e uma delas pode ser negligenciar a higiene bucal”, explica a cirurgiã dentista e especialista técnica da GOU Odonto, Edrielle Santana.
Abaixo, o Dra. Edrielle listou algumas doenças bucais que podem ser causadas por estresse, ansiedade ou depressão, e qual tratamento para cada uma delas.

Bruxismo: é uma desordem caracterizada pelo ato de ranger ou apertar os dentes durante o sono. A disfunção está relacionada com fatores genéticos, mas também a estresse, tensão e ansiedade. Essa pressão provoca amolecimento e o desgaste dos dentes, além de problemas ósseos, na gengiva e na articulação da mandíbula. Os sintomas são dores de cabeça e zumbido no ouvido; dores no pescoço, mandíbula, músculos da face e alterações no sono.
Tratamento: não existe ainda a cura para o bruxismo, mas o primeiro passo é procurar um profissional para tratar e controlar os quadros de estresse e ansiedade. Para a saúde bucal, é necessário usar placas interoclusais de silicone ou de acrílico, moldadas com base na arcada dentária. As placas restringem os movimentos dos músculos e reduz o atrito que promove os desgastes dos dentes.

Boca seca: também conhecida como Xerostomia acontece quando você não produz saliva suficiente para manter a boca úmida. Algumas causas para a doença são nervosismo, estresse e ansiedade. Além da garganta seca, outros sintomas são – dificuldade para mastigar, queimação na boca, língua seca, lábios trincados, cáries e feridas.
Tratamento: alguns hábitos básicos podem ser usados para tratar a Xerostomia, como, ingerir dois litros de água por dia, cuidar da higiene bucal, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e não fumar. Esses cuidados passados pelo dentista, em alguns casos, são reforçados com o uso de uma saliva artificial, aplicada duas ou mais vezes por dia para manter a boca úmida.

Periodontite: é o estágio mais avançado da inflamação da gengiva. Causada pela baixa higiene bucal, também é desencadeado por estresse e depressão, que reduzem a imunidade do corpo, facilitando o surgimento da doença. Os sintomas incluem mau hálito, sangramento, e até mesmo queda dos dentes.
Tratamento: todo o procedimento é realizado pelo dentista por meio de limpezas dentárias, uso de antibióticos e anti-inflamatórios e enxaguantes bucais.

Compartilhar

Tags

Outros Posts