Planejamento de Fim de Ano

Postado em 2 de novembro de 2017

planejamento-pessoal

Estamos chegando a mais um crepúsculo de exercício, e com ele os problemas com planejamento e controle financeiro estão entre os principais fatores de causa de mortalidade das pequenas e médias empresas.
Neste caso, traçar uma estratégia financeira eficiente é fundamental para o sucesso dos negócios e pode ser utilizado para a sua vida pessoal também, assim separei alguns pontos importantes para serem cuidados:

1- Organize todas as informações
Para começar a definir uma estratégia financeira, primeiro é preciso ter disponível todas as informações e dados da empresa de forma organizada. Sem os números exatos na mão o planejamento financeiro pode ficar completamente “furado” e não vai refletir a verdadeira realidade do negócio. Este simples item pode ser o diferencial entre ganhar ou perder dinheiro.

2- Profissionais capacitados na área
É essencial ter o apoio de alguém que realmente entenda bem do assunto no momento de iniciar o planejamento estratégico financeiro da empresa. O ideal é que a equipe envolvida tenha domínio da contabilidade e demonstrações financeiras e assim consiga visualizar possibilidades futuras.

3 – Analise os relatórios
Seu sistema pode garantir a emissão de diversos relatórios que vão servir de base para a definição da futura estratégia financeira. Dentre esses documentos, podemos destacar:
Relatório de Faturamento; Relatório da curva ABC; Controle de fluxo de caixa; Contas a pagar e a receber, entre outros.

4- Esteja a par do assunto
É importante que o empreendedor, como dono do negócio, também entenda pelo menos um pouco do assunto, pois assim terá o controle das informações e poder de decisão.

5- Faça uma análise dos fatores internos e externos
Na hora de planejar a estratégia financeira, não esqueça de levar em conta os fatores internos e externos, a situação econômica, política e cultural do mercado.

6 – Planeje com base na sua realidade e nos pontos que quer atingir
Sempre faremos projeções de ganhos, mas temos de fazer previsões bem realistas, com o dinheiro que tem ou que realmente deve entrar no caixa. Não adianta fazer o planejamento financeiro pensando em contrair dívidas o tempo inteiro, achando assim que o negócio vai ter mais viabilidade de crescimento.
Boa Sorte e Sucesso!!

Por: Eduardo Prado
Gênesys Organização Contábil
Fone: 4655-4859

Compartilhar

Tags

Outros Posts