A Medicina Chinesa a serviço da saúde da mulher

Postado em 29 de julho de 2020

De acordo com a Medicina Chinesa (MTC), há cerca de 2 mil pontos de acupuntura, que são lugares onde o Qi (energia) pode ser estimulado para restaurar o equilíbrio, a saúde e também utilizados para estimular órgãos e funções corporais.
Quando um paciente procura um especialista em Acupuntura, é realizada uma avaliação que mostra o diagnóstico dos padrões energéticos de desarmonia do corpo, que representam o conjunto de sinais e sintomas, que são observados pelo terapeuta. Os sinais são observados na cor da face, na língua, no pulso, no cheiro exalado. Os sintomas são todos aqueles informados pelo paciente. No entanto, o diagnóstico e o tratamento são muito diferentes da medicina ocidental. A MTC leva em conta o doente, não a doença em si. Não tratamos somente sintomas, mas buscamos entender e tratar a causa deles.
Alguns fatores que desencadeiam os padrões de desarmonia são: exposição excessiva ao frio, calor, umidade, principalmente no período menstrual, alimentação inadequada, emoções em excesso, fraqueza constitucional, doença ou debilidade crônica, histórico de infecções genitais, cirurgias anteriores e principalmente a história de vida do paciente.
Muitos questionam: como assim a história do paciente? O trabalho integrado é muito importante, a nossa história de vida carrega informações muito importantes no desenvolvimento de qualquer doença. Situações impactantes, inesperadas e vividas isoladamente podem desencadear bloqueios no cérebro que refletem no corpo como doença. Teoria essa desenvolvida na medicina germânica, que explica o quanto as emoções afetam diretamente nosso corpo e como podem desenvolver inúmeras doenças.
A falta de perspectiva de se curar e os efeitos colaterais produzidos pelos modernos tratamentos hormonais são alguns aspectos que levam a impactos negativos, levando as mulheres muitas vezes a depressão, baixa autoestima além de contribuírem para o agravamento dos sintomas físicos, como a dor.
Hoje existem muitos trabalhos científicos mostrando que a acupuntura é muito benéfica no alívio da dor, porque basicamente leva ao equilíbrio do Qi, muito comprometido nesses casos das patologias femininas, como endometriose, dismenorreia (cólica menstrual), amenorreia (ausência de menstruação), hipermenorreia (menstruação excessiva), ovário policístico etc.
O efeito benéfico acumulado sessão após sessão faz com que o uso de medicamentos analgésicos diminua, o que representa um valor real à saúde. A acupuntura promove a circulação do sangue, regula o sistema endócrino (hormonal), fazendo com que o corpo produza hormônios naturais, como as endorfinas, que reduzem a dor.
Quando equilibramos um padrão energético, estamos equilibrando todo o sistema de órgãos ligados entre si, pois um órgão depende do outro para nosso equilíbrio funcional global.
A MTC faz um tratamento preventivo que, através da acupuntura, mudança de alimentação e do uso das plantas medicinais, vem trazendo resultados satisfatórios e benéficos, sem efeitos colaterais e com a restauração integral da saúde.

Por: Ana Paula Araújo
Crefito: 24998-F
Fisioterapeuta e acupunturista
Contato: 94781-9852
anapaula.fisio.acupuntura@gmail.com

Compartilhar

Outros Posts