Imunidade e alimentação sob o olhar da medicina chinesa

Postado em 13 de maio de 2020

Quais os sintomas que podem nos indicar que a imunidade está baixa?
Cansaço, fadiga, aparecimento de infecções como herpes e resfriados, problemas intestinais, queda de cabelo e alterações na pele são os sintomas clássicos. A pessoa dorme, mas não acorda descansada, apela para o café no meio da tarde, mas se sente desanimada e sem energia. Estes sintomas são classificados na Medicina Chinesa como uma deficiência do Qi (energia) do baço, um dos Zang (órgãos) de grande importância para que nossa imunidade seja preservada.
A acupuntura promove a liberação de neurotransmissores que auxiliam o sistema imunológico. Associada à farmacologia e dietoterapia chinesa, os resultados se potencializam.
O sistema imunológico é uma rede de órgãos e células do corpo humano responsável por defender o organismo de infecção de bactérias, fungos, vírus e parasitas. Se estamos vivendo um momento emocional agudo, fazendo grandes alterações na rotina que geram estresse e ansiedade, isso mexe com a imunidade.
Uma dieta de alimentos com vitaminas A, C e E, ricos em ômega 3 e zinco, além de probióticos, favorece muito no nosso equilíbrio como um todo. Mexer o corpo, com exercícios físicos como o yoga, pilates, tai chi, são práticas muito recomendadas. Assim como cuidar do lado emocional, com terapia e meditação, também é importante para aumentar a imunidade.
Ervas e condimentos da Medicina Chinesa para o sistema imunológico
Astragalo – contém polissacarídeos, saponinas e flavonóides. Na Medicina Chinesa também é usada para tratar sintomas de fadiga, perda de peso, suores noturnos e insônia.
Gengibre – reduz inflamação, doenças cardiovasculares, coágulos e colesterol. É comumente usado para tratar vários tipos de sintomas como cólica, dor de estômago, gases, diarreia, bem como perda de apetite.
Pimentão – vegetal de sabor doce encontrado em cores diferentes, que vão do verde claro ao vermelho. Eles contêm um carotenóide chamado licopeno que protege nosso organismo contra diversos tipos de câncer. Eles também contêm boas quantidades de outros antioxidantes carotenóides, incluindo o alfa e betacaroteno.
Echinacea – membro da família da margarida, a enchinacea é uma erva popular que foi identificada como capaz de aumentar a imunidade e evitar infecções. Também tem sido dita capaz de prevenir e tratar infecções do trato respiratório, bem como o resfriado comum.
Alho – tempero com um longo histórico de valor medicinal. Tem propriedades cardiovasculares, antimicrobianas e antineoplásica. O alho é usado quase que diariamente como tempero na cozinha mediterrânea e do Oriente Médio.
Ginseng – a variedade mais comumente estudada é Panaxginseng e é usada para aprimoramento do raciocínio, memória, concentração e eficiência do trabalho, resistência física e atlética e é um anti-inflamatório.
Ginkgo Biloba – usado na medicina tradicional para tratar doenças do sangue e melhorar a memória. Ele também pode ser bom para melhorar a memória em idosos. Estudos de laboratório mostraram que a Ginkgo melhora a circulação dilatando os vasos sanguíneos e reduzindo a viscosidade das plaquetas do sangue.
Cúrcuma (açafrão-da-terra) – especiaria que contém curcumina, com propriedades antioxidantes notáveis. É também antibacteriana, anti-inflamatória e traz benefícios suavizantes no estômago. Reduz a inflamação, estimulando as glândulas suprarrenais para aumentar o hormônio que reduz a inflamação. Estudos recentes indicam que esta solução também pode ser benéfica no tratamento do câncer por neutralização das células radicais livres.
É muito importante salientar que quando temos que fazer essas escolhas alimentares é muito indicada a orientação de um profissional, porque sem uma anamnese você pode estar ingerindo de uma forma equivocada, podendo aumentar o desequilíbrio. A dietoterapia chinesa classifica os alimentos com propriedades como natureza, sabor, movimento da energia que esse alimento gera no corpo e qual canal ele penetra. Se você tem muito frio no corpo e está ingerindo alimentos com natureza e temperatura muito fria, isso faz com que o desequilíbrio aumente.
Vamos nos cuidar e contribuir com os cuidados com o outro para que passemos por essa pandemia tirando aprendizados positivos e com nossa saúde em perfeito estado.

 

Por: Ana Paula Araújo
Crefito: 24998-F
Fisioterapeuta e acupunturista
Contato: 94781-9852
anapaula.fisio.acupuntura@gmail.com

Compartilhar

Outros Posts