Homeopatia: a cura pelos semelhantes

Postado em 31 de outubro de 2019

A homeopatia é uma especialidade médica caracterizada pela lei “Similia Similibus Curantur”, que acredita que as doenças devem ser combatidas por substâncias que causam os sintomas parecidos. Desenvolvida por um médico alopata alemão, Christiano Frederico Samuel Hahnemann, a homeopatia começou a ser estudada e aprofundada em meados do século XVIII.
Diferente da alopatia, conhecida como medicina dos contrários, a homeopatia atua por meio de estímulos energéticos, a fim de reequilibrar a energia vital dos pacientes, tratando o indivíduo em sua totalidade; corpo, mente, espírito e emoções são levados em consideração no tratamento. Seguros, os medicamentos homeopáticos podem ser utilizados por gestantes, lactantes, crianças e idosos, desde que sejam sempre acompanhados por um profissional homeopata habilitado.
Em alguns casos, pode ocorrer o agravamento dos sintomas e, muitas vezes, é neste momento que o paciente acaba desistindo e abandonando o tratamento. No entanto, essa piora dos sintomas é de suma importância para análise da resposta ao tratamento por parte do prescritor. Além disso, como a homeopatia trata pelos similares, o fato da piora dos sintomas preexistentes é a confirmação que a medicação está correta e o corpo do paciente está reagindo aos estímulos provocados.
A consulta homeopatica é um pouco diferente quando comparada à alopata, pois, além dos sintomas apresentados, o prescritor também avaliará o seu estilo de vida, sua personalidade, temperamento, hábitos alimentares, ambiente de trabalho, relação com os familiares, entre outros. Todos esses aspectos são importantes no momento de escolha do medicamento, podendo chegar ao simillimum, aquele que cobre a totalidade sintomática do indivíduo, levando em consideração não apenas sintomas físicos, mas também emocionais.
Hoje, para ajudarmos e pensarmos no bem estar e melhor adesão ao tratamento, é possível manipular seu preparado homeopático em diferentes formas farmacêuticas, como em líquido, tabletes, comprimidos, glóbulos ou papéis. Podendo ser também de uso tópico, em gel ou creme. Sempre atendendo à prescrição de um profissional habilitado.
A homeopatia pode ser vista como uma complementação ao tratamento convencional, sendo muito utilizada em pacientes com problemas crônicos que não tiveram sucesso com o tratamento alopático, como asma, artrite, depressão, eczema e enxaqueca. Pode ser muito útil também em doenças menores, como gripes, resfriados e contusões.
Além do uso em humanos, a homeopatia vem tendo ótimos resultados na veterinária. Utilizada tanto na clínica de pequenos animais, em casos de otites, dermatites, convulsões ou até problemas comportamentais, como em rebanhos, onde é levada em consideração a característica do grupo a ser tratado. Pode ser empregada em animais das mais diversas espécies.
A homeopatia é, portanto, uma ciência que surgiu da observação de fatos, que estimula as vias naturais de cura do organismo, baseando-se na Lei dos Semelhantes. Sem contraindicações, atendendo a todo o tipo de público, é uma excelente linha de tratamento para ser adotada desde a infância até a velhice.

Por: Manuela Simões Lourenço
Farmacêutica Homeopata
CRF-SP: 83113
Empório das Fórmulas
Manipulação – Homeopatia – Veterinária
(11) 4655-0233
E-mail: farmaceutico@emporiodasformulas.com.br

Compartilhar

Tags

Outros Posts