A hipnose nos processos do luto

Postado em 2 de julho de 2019

Vivenciar a perda de uma pessoa querida, ver alguém que amamos morrer, naturalmente nos faz entrar em processo de luto. Mas diferente do que muitos pensam, o luto não é um sofrimento restrito à morte de entes queridos.
O processo do luto pode acontecer por diversos motivos, desde a saída de um emprego, o término de um relacionamento, até mesmo a saída dos filhos de casa. É um movimento natural dos sentimentos e este momento deve ser respeitado. Qualquer perda, seja de algo ou alguém com quem foi criado um vínculo muito forte, pode ser caracterizada como luto.
Situações abruptas, que fazem o ser humano passar de um estágio a outro, podem levar a um processo de luto. As fases do luto são conhecidas (negação, raiva, barganha, depressão e aceitação), mas nem sempre acontecem na sequência exata e tampouco de forma definida, e assim como é natural ficar enlutado também é esperado que este processo termine de maneira natural. Assim como é importante a pessoa encerrar o luto, é essencial que o indivíduo passe por esse processo de perda, por mais doloroso que seja. Mas às vezes, por algum motivo que está contido nas profundezas da mente subconsciente, o indivíduo fica preso a alguma fase do luto e sua vida começa a ser prejudicada por isso. O luto não trabalhado, não bem vivenciado, pode se transformar em doença, chegando até a uma depressão.

Como a hipnose atua
A hipnose atua diretamente na mente subconsciente, sendo uma ferramenta bastante eficaz na conclusão de um processo de luto ainda não elaborado pelo indivíduo. Com a hipnose é possível ajudar a pessoa a fechar o ciclo e trabalhar esses processos.
Em muitos casos a mente fica presa na dor e não se permite avançar, pois o apego emocional é muito grande. Com a hipnose trabalhamos o indivíduo para que evolua no processo, se libertando da dor, porém mantendo o amor, a experiência, o aprendizado.
Diante da morte de um ente querido, preparamos a pessoa para passar por todas as fases do luto para que no final do processo, ao invés da tristeza, a pessoa possa ficar com sentimentos de saudade, lembrando-se de quem partiu sem dor e ficando apenas com o amor. Ao fim de um relacionamento no qual a pessoa ainda está presa psicologicamente ao antigo cônjuge, trabalhamos para que ela possa fechar o ciclo, se desconectar do antigo amor, manter o aprendizado e a experiência e, se quiser, abrir-se para um novo amor. Na perda de um emprego ou negócio que não deu certo, trabalhamos a pessoa para que saia da tristeza, mas que ela mantenha a lembrança da experiência que lhe trouxe aprendizagem. Na saída dos filhos de casa, trabalhamos os sentimentos que estão fazendo a pessoa adoecer e também a preparamos para a nova vida que virá.
Seja qual for o motivo, a hipnose é extremamente eficaz para ajudar as pessoas a saírem do luto. Pois atua nos níveis mais profundos da consciência, ressignificando os fatos, atuando diretamente na causa e preparando a pessoa para uma vida mais feliz.

Por: Alex Cruanes
Hipnoterapeuta
Diretor da Hipnose Clinic
Contato: 4653-0063 / 96020-2806
www.institutohipnoseclinic.com.br

Compartilhar

Outros Posts