Harmonização orofacial: um tema amplo com várias opções a seu favor

Postado em 19 de dezembro de 2018

Nesta edição iniciaremos falando sobre a toxina botulínica (Botox). E já de cara, passando o carro na frente dos bois, começaremos pelas perguntas mais frequentes.

Qual a melhor marca?
A toxina botulínica possui vários representantes comerciais: Dysport, Botulift, Prosigne, Xeomin, Botox, dentre outros. Embora todos possuam sua eficácia e segurança comprovadas cientificamente, eles apresentam diferenças na composição, nas indicações aprovadas em bula e também na potência. Sendo o Botox o mais famoso.

Em quais regiões pode ser aplicado?
Comumente o botox é aplicado no rosto, geralmente na região dos olhos, nos “pés de galinha”, na testa e glabela, marcas expressivas entre as sobrancelhas, aquelas que conferem um aspecto de zangado. Outros locais são o pescoço e próximo à boca.

Botox e preenchimento é a mesma coisa?
Não. São procedimentos totalmente diferentes com indicações diferentes. A toxina botulínica atua relaxando os músculos onde é injetado, o preenchimento é responsável por conferir volume, indicado para o tratamento de rugas mais profundas e cicatrizes. Os dois tratamentos podem ser complementares, mas este é um assunto para a próxima matéria.
O efeito da aplicação é imediato?
O efeito começa a partir de 48 horas, na maioria das pessoas. Com duas semanas já se tem quase todo o resultado. O efeito pleno acontece por volta de 20 dias a um mês.

Precisa fazer retoque?
Não. Um tempo atrás era realizado o retoque com 2 semanas após a aplicação, mas ocorria um efeito chamado vacina, ou seja, o botox passava a não fazer mais efeito.

O efeito é permanente?
Infelizmente o efeito começa a diminuir com 3 a 4 meses após a aplicação. Após aproximadamente 6 meses a aplicação deve ser repetida.

Que produto é esse que se tornou um grande aliado dos dentistas na solução de várias questões de seus pacientes de forma terapêutica e estética?
A toxina botulínica atua na contração muscular, paralisando os músculos. Por isso é utilizado na odontologia com indicações específicas de acordo com a Lei Federal 5081 e resolução vigente do Conselho Federal de Odontologia (C.F.O) para amenizar as dores crônicas decorrentes de bruxismo (ato de ranger os dentes), apertamento, problemas de ATM (Articulação Temporomandibular), também auxilia na correção de sorriso gengival, ou seja, aqueles casos em que a pessoa mostra a gengiva demasiadamente. Nesse caso a toxina paralisa o músculo responsável pelo levantamento do lábio superior de ambos os lados, com isso obtemos menor exposição da gengiva.
Além disso, também é indicado para corrigir sorrisos assimétricos, diminuir a carga mastigatória em casos de implantes enquanto se está esperando o tempo de osteointegração; e ainda para tratar dores de cabeça de origem muscular.
Enfim, sua indicação para fins estéticos se tornou rotineira para correção de flacidez e rugas, assimetrias faciais e até casos de sudorese excessiva.
É um tratamento estético minimamente invasivo que visa o rejuvenescimento facial. Atua bloqueando a contração dos músculos da face que formam as tão temidas rugas durante os movimentos comuns do rosto, como articulação, mastigação, o ato de sorrir, franzir a testa, apertar os olhos. Não só atenua em quem já possui as linhas de expressão como previne em quem ainda não se formou, evitando que essas se tornem marcas profundas. Esse bloqueio químico dos músculos envolvidos não deixa sensação de anestesia e nem de face paralisada.
E como sempre digo, o botox é uma opção para quem almeja destacar sua beleza, glamour e aumentar sua autoestima. Ele está totalmente indicado para pessoas determinadas em serem ainda mais felizes.

Por: Dr. Fabrício José Araújo
CRO-SP 80665 (Arujá/SP)
Especializado em implantodontia
Contato: 4653-1361
fabricio@fabricioimplantes.com.br

Compartilhar

Outros Posts