Cuidando da pele no inverno

Postado em 29 de julho de 2020

O inverno é a estação do ano com umidade do ar mais baixa e temperaturas mais frias. Esses fatores predispõem ao aparecimento de algumas doenças de pele e requerem cuidados específicos.
Importante ressaltar os cuidados durante o banho. Deve-se evitar banhos demorados e com água muito quente, usar sabonetes hidratantes dermatológicos e não usar bucha no corpo todo. Desse modo evitamos retirar nossa camada natural de hidratação e consequentemente reduzimos o ressecamento exagerado da pele. Ao sair do banho use produtos hidratantes específicos, de indústrias dermatológicas que detêm uma tecnologia avançada; evite hidratantes comuns. Isso faz muita diferença no poder de hidratação. Dê preferência a hidratantes em loção ou creme, os óleos não são bons hidratantes, eles apenas criam uma camada protetora na pele, evitando a perda transepidérmica da água corporal, mas tem baixa capacidade de penetrar nas camadas da pele, não promovendo portanto uma hidratação eficaz.
Obedecendo esses mínimos cuidados evitamos consideravelmente a piora de uma doença de pele muito comum na população, principalmente infantil, que é a dermatite atópica.
A dermatite atópica é uma condição onde a secura, coceira e lesões avermelhadas e descamativas estão presentes recorrentemente no corpo, principalmente em áreas de dobras, e o inverno é a estação do ano de maior incidência de sua piora. Causa muito desconforto no paciente se não tratada e seu tratamento tem como pilar principal a hidratação correta e alguns cremes específicos a depender de cada caso.
Outra doença muito prevalente, que piora nessa estação, é a dermatite seborreica, muito comum no couro cabelo e que se manifesta principalmente pelo aparecimento de caspas. Banhos muito quentes estimulam a produção de sebo pelas glândulas sebáceas da região, levando a oleosidade do couro cabeludo, descamação, vermelhidão e coceira. Regular a temperatura da água e usar shampoos específicos melhoram muito essa condição.
Rosácea também é uma dermatose que piora no inverno devido ao banho quente e baixa umidade do ar. Caracteriza-se por uma pele do rosto muito sensível, avermelhada e por vezes inflamada, lembrando lesões de acne. Produtos tópicos para peles sensíveis e até mesmo antibióticos orais são necessários nos casos mais intensos.
Cuide sempre da saúde da sua pele, independente da época do ano. Converse com seu dermatologista.

Por: Dra. Gabriela Capareli
CRM: 131.079 / RQE: 50304
Dermatologista com título de especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia
formada pela Universidade Federal Fluminense
Especialista em Clínica Médica e Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo

Compartilhar

Outros Posts