Como o baço pode afetar no ganho de peso

Postado em 22 de dezembro de 2018

Na medicina moderna, o baço é um reservatório de hemácias. Para suprir as necessidades do organismo, ele prende e destrói as hemácias antigas, produz anticorpos e tem uma ação sobre o metabolismo de certos derivados proteicos. As células do pâncreas são responsáveis pela secreção de hormônios que fazem o controle dos níveis de glicose no sangue.
Quando comemos, o estômago é responsável por receber os alimentos e, a partir daí, faz o amadurecimento e a decomposição dos alimentos para que o baço possa recebê-lo. O baço/pâncreas é considerado um órgão único para a medicina chinesa. Está situado no chamado aquecedor médio (região central do abdômen) e sua principal função consiste em auxiliar a digestão do estômago por meio do transporte e transformação das essências alimentares, para produção do sangue, absorver a nutrição dos alimentos e separar as partes puras das impuras dos alimentos.
Para a medicina chinesa, quando falamos de funções é importante lembrar que estamos nos referindo à função energética, que consequentemente irá afetar a função fisiológica do organismo. Outras funções importantes do baço são: manter o sangue dentro dos vasos, manter os órgãos nos lugares, evitando ptoses e prolapsos, como queda da pálpebra, útero, hemorroida, a reserva de gordura no corpo e desenvolver o intelecto e a memória de aprendizado.
Portanto, se a função do baço for afetada, poderá haver anorexia, má digestão e distensão abdominal. Se o baço não digere, não haverá apetite, e se funcionar mal os alimentos ficarão estagnados no abdômen. Pode haver ainda a perda de fezes, visto que os fluídos corpóreos não serão transformados nem transportados adequadamente. O sangue poderá sair dos vasos, resultando em hemorragias, sangramento uterino crônico, hematomas, entre outros.
A energia não poderá ser levada para os músculos e a pessoa se sentirá cansada, os músculos ficarão fracos e, nos casos mais severos, poderão atrofiar.
Portanto, o baço atua ao mesmo tempo na manutenção do tônus muscular e na força dos membros. Pode afetar o paladar e os lábios, podendo ficar pálidos e secos. O paciente pode relatar sensação de que a saliva é doce, sinal forte de que o Qi (energia) do baço está enfraquecido.
Um dito oriental fala que o baço é a “residência do pensamento”. Isso significa que o baço influencia nossa capacidade para pensar, estudar, concentrar, determinar e memorizar. Estudo excessivo, trabalho mental e concentração também podem afetar o baço.
Os alimentos possuem uma natureza que é classificada em fria, morna, quente, picante, doce e salgada. E cada uma delas interfere energeticamente no nosso corpo.
O baço/pâncreas não gosta de alimentos com propriedades muito frias, isso causa uma alteração no seu processo de transporte e transformação, o que facilita o acúmulo de umidade no nosso corpo, facilitando assim o ganho de peso.
Aqui no ocidente temos a crença de que comer uma saladinha nos ajuda a emagrecer, quando na verdade estamos mandando frio para o corpo e gerando mais umidade.
Alguns fatores são importantes para preservar sua função: evitar comer açúcar branco; comer alimentos com natureza doce como frutas, batata doce, cenoura, beterraba, etc., pois a natureza doce aumenta as funções do baço; não beber líquidos gelados nem junto com as refeições; não alimentar-se em períodos irregulares e em excesso; evitar alimentar-se pouco e ter uma dieta pobre em proteína; evitar comer alimentos crus e frios, como saladas cruas, sorvetes.
Os alimentos devem ser equilibrados e, de preferência, cozidos ou no vapor, com horários mais regrados e uma mastigação mais cuidadosa.
Ficam aqui dicas a serem observadas no nosso dia a dia, para construirmos uma vida com mais qualidade e preservarmos a nossa energia. Com isso vivemos mais, envelhecemos menos e evitamos adoecer.

Por: Ana Paula Araújo
Crefito: 24998-F
Fisioterapeuta e acupunturista
Contato: 94781-9852
anapaula.fisio.acupuntura@gmail.com

Compartilhar

Outros Posts