Como escolher um novo Smartphone

Postado em 4 de maio de 2017

Escolha de SmartPhone

Cada dia mais indispensável, o smartphone caiu nas graças da maioria da população de todos os países ao redor do globo. Independente da situação econômica, a venda e utilização dos smartphones não pára de crescer há aproximadamente uma década.
Considerando a população mundial responsável pelo autoconsumo, as opções de fabricantes oficiais não são tão vastas. Quando pensamos na quantidade de sistemas operacionais que são instalados nestes dispositivos, a quantidade de opções é ainda mais limitada.
Falando sobre sistema operacional, a maioria esmagadora dos smartphones estão executando Android ou IOS, sendo o primeiro o líder de mercado.
Uma grande diferença entre as duas opções se dá pela exclusividade do IOS, que só pode ser usado nos aparelhos da Apple. Já o Android é responsável por atender a maioria das outras fabricantes.
De qualquer maneira, quando consideramos o cruzamento entre sistemas operacionais, fabricantes e potência de hardware, a escolha de um novo dispositivo pode ser tornar um pouco confusa.
Pensando nesta salada, a intenção deste artigo é tentar colaborar com o processo de escolha, demonstrando alguns pontos a se considerar na próxima compra.
Os pontos que serão descritos aqui foram levantados através de conversas que realizei com alguns amigos durante as últimas semanas. Sendo possível descrever de maneira isenta em relação ao que considero pessoalmente importante.
Como não podia ser diferente, o ponto mais desejado pela maioria das pessoas é a qualidade fotográfica oferecida pelo dispositivo. Assim como comentei em coluna anterior, muitas pessoas estão deixando a câmera digital de lado e a substituindo pelo smartphone.
Muitos dispositivos são capazes de tirar boas fotos em uma situação normal, onde a luz é satisfatória e os movimentos suficientemente estáticos. Porém a vida não é feita apenas dessas situações, e muitas pessoas acabam frustradas em perder preciosos momentos.
Muitos fabricantes prometem fotos de qualidade superior, mas alguns pontos devem ser observados antes da tomada de decisão.
O primeiro e importante ponto é nunca acreditar nas fotografias que estão armazenadas no celular como padrão. Geralmente elas não foram realmente tiradas com o aparelho, ou caso sim, possivelmente em ambiente simulado.
Muitos fabricantes acabam transferindo fotos tratadas previamente junto a instalação padrão do aparelho.
No momento da compra, procure tirar algumas fotos com o aparelho e, caso seja possível, utilizando três diferentes situações.
Na primeira situação, tente ir para um ambiente mais escuro e lá tirar uma das fotos utilizando o flash.
A segunda dica é tirar uma foto de algum objeto próximo e com isso testar a capacidade de foco do aparelho. A terceira e última, tente tirar uma foto contra um ambiente iluminado, testando a capacidade de compensação de luminosidade da câmera.
Ainda pensando em foto, mas não apenas, o espaço disponível para armazenar arquivos e instalar aplicativos é um item extremamente requisitado pelos usuários.
Muitos aparelhos, especialmente os que rodam sistema operacional Android, contam com armazenamento removível e expansível. Com os preços do armazenamento em queda, não fica difícil expandir o espaço do seu aparelho, porém, cuidado.
Apesar de existirem diferentes tamanhos de cartões de memória disponíveis no mercado, nem todos são compatíveis com os diferentes modelos e fabricantes de smartphones. Por isso, antes de optar por um modelo, procure ler as instruções na internet ou na caixa do próprio aparelho.
Apesar de apresentar uma grande melhora nos últimos dois anos, a tela touch do aparelho é a principal interface entre você e o dispositivo. Independente do aparelho possuir um desempenho acima da média, se o aparelho não responder adequadamente ao deslizar dos dedos, com toda certeza a experiência será pobre e muitas vezes frustrante.
Uma dica importante para testar a capacidade de resposta da tela é a execução de qualquer jogo que dependa da velocidade dos seus dedos, como o famoso Fruit Ninja.
Caso a opção anterior não esteja disponível, tente digitar um texto de fácil transcrição na velocidade mais rápida possível. Com essa ação será possível sentir o tempo de resposta e acurácia do teclado.
Ainda falando da experiência de uso, a capacidade de processamento de um smartphone é um item crucial na escolha do seu novo aparelho. É evidente que os aparelhos top de linha se saem muito bem nesse quesito, mas saiba que existem aparelhos de baixo e médio custo que podem surpreender você.
Tecnicamente, a explicação para o bom desempenho de hardware se deve a uma série de fatores complexos, como núcleos de processamento, arquitetura de software etc.
Porém, no final, todo esse conjunto de vertentes só é importante se proporcionar uma experiência confortável no uso diário do dispositivo.
Ainda na seara dos testes, um método de chegar à capacidade de processamento de um aparelho é a execução de diversos aplicativos ao mesmo tempo.
O teste pode ser realizado adicionando várias tarefas ao smartphone, como iniciar um vídeo, abrir um jogo, mandar uma mensagem no Whatsapp, entre várias outras tarefas. O segredo é sempre checar se o tempo de resposta da última aplicação em execução é razoável para o propósito.
Por exemplo, caso você tenha uma série de aplicações abertas em segundo plano, entretanto você é capaz de realizar o teste de digitação na mesma velocidade realizada anteriormente, significa que o aparelho possui uma boa capacidade de processamento.
Mas para que tudo isso funcione é necessário energia, e aí vamos falar do calcanhar de Aquiles, ou seja, a bateria. Muitas tecnologias prometem resolver essa deficiência há anos, mas nada que tenha realmente resolvido o problema.
Novas tecnologias de armazenamento de energia estão sendo testadas, bem como a velocidade de carregamento. Mas nada é páreo para o tempo que os usuários estão entretidos com os recursos do smartphone.
Infelizmente um teste de bateria é algo pouco provável para alguém que pretende comprar um novo aparelho. Ninguém quer esperar dentro de uma loja até que a bateria se esgote.
Até mesmo a expectativa de tempo restante de bateria de alguns sistemas operacionais não é algo realmente confiável. Para saber mais sobre a bateria de um modelo específico procure na internet por reviews especializados.
Existem milhares de websites especializados nesse tipo de prática que realizam uma análise apurada e muitas vezes imparcial sobre um referido aparelho.
Para finalizar, o tempo médio de troca de um smartphone mundialmente é de dois anos. Estando ou não dentro do seu prazo. Espero ter ajudado com as dicas informadas.
Até a próxima!

Compartilhar

Outros Posts