Como atravessar os momentos de dificuldade

Postado em 25 de outubro de 2018

Sobrevivente. Esta é a melhor palavra para definir a trajetória de muitas empresas no Brasil. Além da crise que afeta o País, também se enfrenta a crise que devasta os Estados onde muitas empresas fecharam suas portas.
O empresário já passou por muitas mudanças ao longo deste período, as quais foram sendo implantadas para solucionar os problemas que iam surgindo e, desta forma o negócio amadurece.
Quando se tem uma atividade sem planejamento, o caminho é mais difícil como captar recursos e pagamento de altas taxas de juros. O diferencial pode ser o planejamento que é importante para evitar que o negócio sofra ainda mais em períodos difíceis. Ele é fundamental e deve antever a fase de criação da empresa.
Planejar com assertividade permite ao empreendedor ter visão do negócio ao longo de um período para olhar a empresa no futuro e não pelo espelho retrovisor.
Se em época de estabilidade o empresário faz planejamento anual, na crise o intervalo deve ser de seis meses ou menos, dependendo do negócio. Também é muito importante criar indicadores de desempenho, tanto de receita quanto de despesas. Os indicadores servem de ajustes no plano.
Fique de olho em alguns pontos como a precificação de produto mal feita, gestão de estoque e financeira ineficazes. Na recessão, o planejamento deve ser voltado para a eficiência de recursos, redução de despesas, renegociação de dívidas e aumento dos prazos de pagamento, redução de estoques, entre outros.
Tecnologia, baixa automação provoca retrabalho, gasto de tempo com tarefas operacionais, ocorrência de erros e isso afeta a competividade e os resultados.
O cenário atual pode parecer caótico e negativo, mas os negócios bem estruturados estão fortalecidos para enfrentar o pior e ainda ter a oportunidade de crescer no mercado.
Lembre-se que a sorte faz parte do negócio, mas não devemos contar apenas com ela.

Por: Eduardo Prado
Gênesys Organização Contábil
Fone: 4655-4859

Compartilhar

Outros Posts