avatar
Hugo Felipe

Psicólogo, Master Advacend Coach. Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo. Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351 www.pensesemprepositivo.com

O segredo da felicidade

Postado em 13 de julho de 2018

Desde a Grécia antiga, conta-se a fábula do Deus da Felicidade. Por medo do ser humano tornar-se perfeito e deixar de necessitar de seu auxílio, sabiamente, supriu todas suas necessidades, com exceção da felicidade. Levando em conta a inteligência do ser humano, escondeu a felicidade em um local supersecreto.

Os anos passam e a procura é cada vez mais intensa. O ser humano, insatisfeito com sua vida, procura na materialidade a essência da felicidade.

É bom lembrar o que é felicidade, que significa qualidade ou estado de feliz, estado de uma consciência plenamente satisfeita, contentamento, bem-estar.

E você, já descobriu o lugar secreto onde mora a felicidade?

Saiba que é um erro procurar por ela à sua volta. Fundamental para encontrá-la é sua atitude em fazer o que gosta, ter prazer na companhia das pessoas ao seu redor, lembrando-se de jamais deixar que sua felicidade dependa dos outros. Ninguém deixaria de ser feliz por você. A decisão é sua!

Tenha um dia harmonioso e tranquilo, policiando seus pensamentos, sendo grato às pessoas que o rodeiam, aceitando-as na singularidade da sua essência e personalidade.

Um ditado oriental diz: “Se você quer saber como foi seu passado, olhe para quem você é hoje. Se quer saber como será seu futuro, olhe para o que está fazendo hoje”.

Será necessário a vida virá-lo do avesso para provar que a felicidade vem de dentro pra fora?

Shazam: a felicidade está escondida num local muito secreto dentro nós cujo acesso só a nós é permitido. Bora ser feliz?

Até a próxima semana!

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com
Compartilhar

Redes socias

Postado em 10 de julho de 2018

Certa professora, após colocar seu filho para dormir, iniciou a correção das redações feita por seus alunos em sala de aula, cujo tema era: Qual seu maior desejo?

Concomitante, seu marido sentado ao seu lado, olhos fixos na tela do celular enviava e respondia mensagens com tanta agilidade que não se dava conta do que ocorria à sua volta.

Inesperadamente, a professora começa a chorar compulsivamente. O marido, perplexo, indaga o que acontecera. Ela, muito emocionada, lê a redação para ele.

“Sou um garoto de sete anos, tenho como maior desejo a atenção de meus pais que, ao chegarem em casa continuam tão ocupados que não prestam atenção em mim, sequer nas minhas travessuras. Porém. se o celular apita prontamente verificam quem enviou uma mensagem e, sem pestanejar, respondem. Se eu cair, é porque não tenho sossego e estava fazendo arte. Se o celular cai, prontamente verificam se está tudo em ordem, se a tela não quebrou e se as funções não estão falhando. Quando meu pai chega em casa fico feliz pois quero brincar, mas ele toma seu banho e senta no sofá para verificar as mensagens que, por ventura, entraram durante seu banho ou jantar. Logo a seguir, mamãe me coloca para dormir e mais um dia se passou e nada de brincadeiras com papai ou com mamãe”.

O marido, comovido, pergunta a professora: Quem é essa criança?

Ela responde: Nosso filho!

Ambos choram copiosamente e entendem que eles têm dado mais atenção a um aparelho que até poucos anos atrás não existia, ignorando as necessidades do filho.

Naquela noite eles se comprometeram a colocar limites e aproveitar o que realmente importa: sua família!

A tecnologia nos oferece ferramentas de suma importância, porém, tudo em excesso ocasiona transtornos. Estudos científicos comprovam que o uso indiscriminado das redes sociais pode afetar nosso cérebro. Quer correr este risco?

Até a próxima semana!

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com
Compartilhar

A oportunidade

Oportunidade significa aproveitar uma ocasião favorável, ensejo, conveniência, qualidade de oportuno.

Postado em 27 de junho de 2018

Quando alguém está disponível ao mercado de trabalho, quer dizer estar em busca de uma oportunidade. Ao pensar no processo laboral surge uma pergunta: todos os funcionários de minha equipe, ou mesmo da minha empresa, têm condições de realizar as mesmas tarefas com esmero, competência e responsabilidade?

Certamente, não!

Como bem afirmou John Kennedy: “Todos nós temos talentos diferentes, mas todos nós gostaríamos de ter iguais oportunidades para desenvolver nossos talentos”.

Quantos colaboradores, por timidez ou inibição, deixam de apresentar suas ideias que, se colocadas em prática, fariam transformações no processo evolutivo da empresa que os contrata. Em consequência, pela falta de oportunidade, acabam desanimados e se acomodam em suas funções e nas atividades rotineiras.

Conhecer o funcionário a fundo, observar sua personalidade, é de bom alvitre, pois àqueles que se sentem inibidos, poderão em grupos menores, participar e se expressar ativamente, contribuindo com ideias criativas para vencer desafios surgidos. Aqui vale parafrasear Demóstenes: “Pequenas oportunidades são muitas vezes o começo de grandes empreendimentos”.

Observe cada um dos seus funcionários. Perceba como lidam com a mesma tarefa. Ofereça oportunidade igual a todos, cada qual com sua aptidão e empatia.

Tenha certeza, o processo será concluído com detalhes e qualidade inimagináveis, pois todo ser humano é apaixonado por desafios e toda ideia bem executada depende da união de todos.

Seja o otimista que transforma as dificuldades em oportunidades deixando de lado o pessimista que transforma as oportunidades em dificuldades, como citou Harry Truman.

Até a próxima semana!

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com
Compartilhar

Os tomates

Postado em 22 de junho de 2018

Semana passada, um vídeo nas redes sociais, que me chamou atenção.

Descreve a história de uma professora primária dos Estados Unidos que deseja demonstrar aos seus alunos a importância de viver em sociedade e ter uma boa relação com os colegas de sala.

A proposta começa quando ela pede às crianças que tragam para sala de aula alguns tomates. As crianças ficam empolgadas com o que irão fazer com os tomates.

A professora pede que eles escrevam, em uma das porções de tomates, o nome de colegas que têm menos afinidade e na outra porção o nome dos colegas que eles têm afinidade.

 

Todos colocam a mão na massa.

Ao término da atividade a professora deixa guardado em uma caixa os tomates com os nomes dos colegas que os alunos têm afinidade. Instrui os alunos para que, durante duas semanas, andem com os tomates com os nomes dos colegas que têm menos afinidade.

Após alguns dias, os alunos começam a reclamar do peso dos tomates e mais para frente do cheiro do tomate estragando.

Ao final de uma semana, a professora teve que encerrar a atividade, pois o odor era insuportável.

Ao finalizar a tarefa, ela demonstra aos alunos que todos os colegas têm seu lado bom e o seu lado não tão bom.

Devemos conviver em harmonia com todos com a intenção de termos um mundo melhor e ambientes mais saudáveis e equilibrados.

Pense nisso, talvez o seu colega de trabalho só tenha uma visão diferente da sua, mas isso não impede que ele seja uma excelente pessoa.

Até a próxima semana.

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com
Compartilhar

Legado

Postado em 7 de junho de 2018

De graça recebemos e de graça devemos deixá-lo à disposição das próximas gerações. Em termos jurídicos, legado é quando um bem ou vários são deixados a outrem que não seja herdeira que pode ser da família ou não.

Nossos antepassados nos deixaram legados que nos auxiliaram na nossa construção e sermos o hoje somos. Reza a lenda, devemos plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro para que possamos deixar nosso legado à humanidade.

Plantar uma árvore significa fincar raízes, criar vínculos, pertencer a terra.

Ter um filho, por sua vez, indica que nossa espécie será mantida.

Escrever um livro seja autobiográfico, de ficção ou técnico, diz um pouco da nossa história.

Necessariamente será necessário realizar tais atos para deixar o nosso legado?

Quanto a plantar uma árvore, poder-se-á substituir por plantar uma ideia, deixar que crie raízes, que frutifique para nutrir novas gerações.

Relativamente ao filho, talvez não o tenhamos. Porém podemos nos dedicar a um sobrinho, um afilhado ou mesmo apadrinhar uma criança de alguma instituição. Isso garantirá educação e bem estar à essa geração menos privilegiada..

E é bom prestarmos muita atenção a essas crianças e jovens, pois além de termos muito a lhes ensinar, deles aprenderemos rapidamente coisas que levamos anos para descobrir, uma vez que essa geração é extraordinária, conectada e rápida em raciocínio e prontidão em respostas. O importante é conviver com pessoas mais jovens acompanhando e admirando a sua evolução.

Quanto a escrever um livro, talvez não tenhamos o dom da escrita. Contudo, não devemos nos decepcionar, pois o simples fato de viver já é uma narrativa da nossa

história, como bem disse Dolly Parton “Se suas ações criam um legado que inspira outros a sonharem mais, aprenderem mais, fazerem mais e tornarem-se mais, então, você é um excelente líder”.

Finalizando, deixo aqui meu recado: Não vivo de sonhos, vivo de conquistas. Esse é o meu legado. E o seu?

Até a próxima!

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com

 

Compartilhar

Resiliência & Stress

Postado em 30 de maio de 2018

Imagine-se. Despedido de um emprego que o satisfazia em plenitude. Bom ambiente de trabalho, ótimos companheiros, bom salário e próximo à sua residência.

Stress na certa. Como enfrentar familiares; levar o sustento aos seus dependentes. Será fácil conseguir um novo emprego nos mesmos moldes?

Não se deixe abater.

Já ouviu falar em resiliência? A capacidade de se recuperar de situações de crise e aprender com ela. Ter a mente flexível e o pensamento otimista, com metas claras e a certeza de que tudo passa.

Alguns dias se passam e você recebe o convite para liderar uma equipe em uma empresa no sul do país, numa localidade onde o frio é rigoroso, cultura europeia, vale dizer, pessoas mais reservadas, que contrastam com sua personalidade extrovertida e acostumado à luz solar de dias claros e alegres. Soma-se, ainda, inicialmente sua família não poderá acompanhá-lo. Oh dúvida cruel!

Estressante?

É hora de exercitar a resiliência. Analisar os prós e os contras da situação. Afinal você está desempregado.

Aceitar significa ficar longe da família, porém tendo condições de manter o padrão de vida escolar dos filhos. A saudade será um elemento a ser considerado que, contudo, poderá ser minimizada pela atual tecnologia e visitas recíprocas que ocorrerão.

Caso seus princípios e conceitos não o permitam aceitar essa mudança e a decisão for não aceitar a oportunidade, tenha em mente que seu valor interior não é menos importante, pois para você a união da família é a melhor forma de crescimento.

Que a vontade de ser feliz seja maior que o medo de se machucar de novo, lembrando que novos caminhos vêm, muitas vezes, disfarçados de finais dolorosos.

Até a próxima.

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com
Compartilhar

Da generosidade ao olhar para si (parte final)

Nesta semana chagamos ao final do nosso passeio.

Postado em 24 de maio de 2018

Rememorando, nós já falamos a respeito das letras “G”, “R”, “A”, “T”, “I” e o “D” na visão da PSP – Pense Sempre Positivo.

Lembram que a letra “A” que tem por essência o agradecimento?

Explorando o agradecimento que é representado pela letra “A” e olhar para si que vem da percepção da letra “O” na visão da PSP – Pense Sempre Positivo.

Como entender o agradecimento?

No dicionário a definição é: ação ou efeito de agradecer, em que há reconhecimento do bem feito por alguém; a maneira utilizada para expressar gratidão.

A maneira utilizada para expressar essa gratidão. De forma singela, é demonstrar o sentimento de reconhecimento à pessoa que lhe fez um bem, aceito por você de forma reconhecida pelo esforço, dedicação, trabalho e generosidade.

E por fim, a letra que representa a sua essência “O” – Olhar para si.

Finalmente, qual a essência da letra “O”? O que significa isso?

Olhar para si significa que ao termos uma excelente consciência e autoconhecimento do nosso interior, temos a oportunidade ser sermos cada vez mais felizes e transbordar essa energia positiva ao universo, como por exemplo, orar em pensamentos bons, dizer palavras de amor, carinho e compreensão, para que desta forma a natureza e a humanidade se harmonize e as próximas gerações possam desfrutar de um mundo melhor.

Significa que ao se ter consciência e autoconhecimento do nosso interior, temos a oportunidade de sermos cada vez mais felizes e transbordar essa energia positiva ao universo. Como exemplo, ficam as dicas: orar, ter pensamentos bons, dizer palavras de amor, carinho e compreensão. Agindo assim, a natureza e a humanidade se harmonizam e as próximas gerações poderão desfrutar de um mundo melhor.

Que tal começar a melhorar o mundo?

Ai fica a dica para esse começo. Realize o download do aplicativo Gratidômetro, que está disponível para Android, acessando a Play Store e para IPhone ou Windows Phone é só acessar diretamente a plataforma pelo site www.gratidometro.com.br e gerar certificados de gratidão a todas as pessoas especiais da sua vida.

Até a próxima semana!

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com

 

Compartilhar

Da generosidade ao olhar para si (parte 2)

Postado em 15 de maio de 2018

 

Olá caro leitor, dando sequência ao enfoque da semana passada, prossigamos discorrendo sobre o sentimento “gratidão”, muito reverenciado pelas pessoas em suas redes sociais que procuram valor na qualidade de vida em profissões que tragam prazer.

Anteriormente, destacamos as letras “G”, “R”, “A”. Vamos em frente, sempre na visão da PSP – Pense Sempre Positivo.

A letra “T” significa treinar o sentimento. Segundo o dicionário, treinar é preparar-se para uma disputa, dedicar-se, começar as manhãs agradecendo por ter acordado, por estar vivo, treinar bons sentimentos e boas atitudes. Talvez você já tenha ouvido falar que, a partir de 21 contatos efetivos com qualquer atividade, sentimento ou tarefa que não esteja habituado a realizar, o cérebro entende que tal atitude passa a fazer parte do cotidiano.

A letra “I” identifica outras que, por semelhança, vibram os sentimentos e/ou emoções que temos incutidos como valores nobres, ou seja, quando fazemos parte de uma mesma tribo, com pensamentos e atitudes que se conectam e trazem vibrações positivas para um mundo mais harmônico.

Finalizando, por hoje, salientamos que a letra “D” representa o direcionamento necessário para tomada de atitudes, mudança de pensamentos focando no sucesso almejado e esperado.

Aproveite a oportunidade para realizar o download do aplicativo Gratidômetro, disponível para Android, acessando a Play Store e para IPhone ou Windows Phone, bastando acessar diretamente a plataforma do site www.gratidometro.com.bre gerar certificados de gratidão a todas as pessoas especiais da sua vida.

Até a próxima semana, onde finalizaremos a análise das letras da palavra “Gratidão”.

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com
Compartilhar

Da generosidade ao olhar para si (parte 1)

Postado em 8 de maio de 2018

Analisar gratidão como um simples ato de retribuir atitudes ou situações agradáveis é uma forma pequena de pensar. O sentimento de ser grato é um estado de espírito, segundo a visão da PSP – Pense Sempre Positivo, que descreve uma trajetória de resgate de valores nobres esquecidos em consequência de uma sociedade altamente tecnológica.

Com o intuito de redescobrir sentimentos e sensações, aqui vão algumas dicas para descrever a essência da “gratidão”, analisando cada letra da palavra.

O “G” representa generosidade, gestação, ou seja, gestar o sentimento de generosidade entre os seres humanos, que nada mais é que a bondade, a abundância do sacrifício que realizamos em prol do outro nada exigindo em troca.

O “R” significa realização de uma satisfação, de um objetivo concretizado, do sucesso atingido, do sabor da vitória, que nós podemos experimentar diante da natureza esplêndida ao acordar, do amor de um filho ao nos abraçar, de dizer “eu te amo” de forma simples e inesperada. É a sensação do dever cumprido, evidenciando que nossas atitudes estão direcionadas ao caminho certo.

O “A”, primeira letra do nosso alfabeto, pode ter várias alternativas, porém o significado que melhor aqui se encaixa é alimento. O alimento que nutre a alma, que move a vida numa continua evolução como ser humano, visando o resgate de valores nobres que nos foram ensinados por nossos pais, avós e entes queridos.

Diante deste singelo passeio por sentimentos que despertam conforto e paz ao coração fica o convite para uma visita ao aplicativo Gratidômetro, disponível para Android (download na Play Store) e Iphone ou Windows Phone (acesso direto à plataforma no site www.gratidometro.com.br). Lá você pode gerar os certificados de gratidão a todas as pessoas especiais de sua vida.

Na próxima semana continuo a análise de cada letra da palavra gratidão. Até a próxima!

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com

 

Compartilhar

O semear da gratidão

Postado em 2 de maio de 2018

Há algum tempo, ao passar pela Rua Boa Vista, centro velho de São Paulo, noto um painel cuja numeração mudava a cada segundo. Surpreso, constatei estar diante do Impostômetro. Impressionado com a rapidez da mudança dos números, significando a quantidade de impostos que são arrecadados, me veio à ideia de criar algo para gerar um conforto aos brasileiros que tem ciência do significado deste painel. Reavivar a gratidão que há muito tempo está abandonado por grande parte das pessoas.

Com uma ampla experiência na área do comportamento humano e idealizador de uma empresa que propaga a mudança na vida das pessoas a PSP – Pense Sempre Positivo, que oferece cursos e treinamento na área de liderança para gestão de empresas, me senti inspirado a criar algo em contraponto àquilo que foi visualizado.

Através de técnicas e do meu vasto conhecimento na área que atuo, tive a ideia de criar um aplicativo, o Gratidômetro, o app da gratidão, que tem a finalidade de gerar a gratidão que todos os seres humanos sentem pelos outros.

Através deste meu insight senti a necessidade de reverenciar este sentimento para que a nossa atual e futuras gerações possam voltar a se sentir gratos aos que amam, que prestam serviço ou colaboram para que seu dia a dia seja cada vez mais harmonioso e feliz. Desafio lançado!

O Gratidômetro gera certificado de gratidão a alguém que você ama, admira, respeita ou lhe é de grande importância na vida.

Ao parafrasear Esopo “A gratidão é a virtude das almas nobres”, sugiro que você caro leitor da revista Destaque +, conheça o aplicativo Gratidômetro que está disponível para Android via download no Play Store. Quem possui Iphone ou Windows Phone basta acessar diretamente a plataforma no site: www.gratidometro.com.br e gerar certificados a todas as pessoas especiais da sua vida.

Ah, só para lembrar: gratidão é o reconhecimento de uma pessoa por alguém que lhe prestou um benefício, um auxílio, um favor etc., um  agradecimento.

Vamos fazer esses números crescerem e transformar o mundo? Afinal, temos muito a agradecer a muitas pessoas.

Nos próximos textos abordarei uma visão detalhada do sentido de gratidão sob a ótica da PSP que é a mantenedora do projeto Gratidômetro.

Até a próxima semana!

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Trainer Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com

 

Compartilhar

A decisão está em suas mãos

Postado em 24 de abril de 2018

ThinkstockPhotos-518409248

Um dia, certo homem que havia acabado de ficar viúvo, deparou-se sozinho a cuidar de duas filhas muito inteligentes e espertas, que adoravam fazer perguntas que ele nem sempre tinha as respostas.

Diante de tal situação e desejando uma excelente educação para às filhas, resolveu que elas iriam passar as férias com um sábio do alto da colina. As meninas ficaram exultantes, pois o sábio tinha sempre as respostas na ponta da língua.

Os dias foram passando e uma das irmãs resolveu pregar uma peça no sábio para testar seu efetivo conhecimento. Pegou uma borboleta azul, segurou-a em sua mão e disse à irmã:

– Vou perguntar ao sábio se a borboleta azul está viva ou morta. Se ele responder que está viva, abro a mão e solto-a para que possa voar. Se ele responder que está morta, aperto com força minha mão até esmagá-la!

E assim fizeram e o sábio, calmamente, respondeu:

– Depende de você, pois ela está em suas mãos!

Nós somos responsáveis por nossos atos, seja na vida profissional ou pessoal. A liderança concentra o poder de tomar decisões que podem fazer uma revolução para o bem como um transtorno irreparável. Para evitar a tomada de decisões desastrosas, há de se ter conhecimento de si; dos outros; ética, comprometimento e respeito.

Assim agindo, tenha certeza, sua decisão será a mais assertiva para a execução do projeto.

Até a próxima semana.

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com

Compartilhar

O nível do desafio nos motiva a atingir o objetivo

Postado em 19 de abril de 2018

desafios-de-um-lider-1000x640

Ao preparar uma palestra para um grupo de jovens encontrei um texto que me chamou a atenção. Um camponês foi procurado por seu filho, que demonstrou o desejo de adquirir uma vaca para iniciar seu negócio e assim o seu sustento futuro.

O pai se comprometeu a pensar no assunto e posteriormente dar uma resposta ao filho, uma vez que estava na dúvida se daria o dinheiro, sem pestanejar, ou buscaria orientação com um sábio da região.

Aproveitando o tempo para refletir, decidiu consultar o sábio e relatar o fato. O conselho foi para esperar mais uma semana para responder ao filho que teria condições de ajudá-lo.

Curioso com a proposta oferecida, indagou o porquê de tal conselho. O sábio simplesmente respondeu: “Tudo que nos desafia nos faz procurar alternativas. Se a primeira opção falhar existirá o plano B”.

Qual sua atitude ao ser solicitado por um liderando no sentido de lhe ser fornecida alguma ferramenta ou apoio para realização de um projeto?

Concorda prontamente ou pede um tempo para decidir?

Segundo o texto, o ideal é dar um tempo. Durante esse período, observe a pessoa, acompanhando seu desempenho, trocando ideias para, juntos chegarem a uma conclusão da real necessidade do atendimento do pedido. Talvez, esse período de espera desperte no liderando o interesse de buscar a solução através de um plano B, com o material que tem em mãos.

Lembre-se, isso só é possível se você, líder, tiver pleno domínio do andamento do projeto. Ocorrendo a conclusão mediante o plano B, seu liderando sentir-se-á satisfeito com a conquista e a confiança do líder na equipe estará consolidada, permitindo-lhe ausentar-se ciente de que tudo será finalizado a contento.

Até a próxima semana!

Hugo Felipe Alferes
Psicólogo, Master Advacend Coach.
Diretor da Empresa Pense Sempre Positivo.
Contato (11) 4115-9674/ (11) 98911-4351
www.pensesemprepositivo.com

Compartilhar